(+01) 112 345 6789
+

25

Aug 2019

Fábula - A Ratoeira e o Rato

By: vaniaegs | Tags: | Comments: 0

As fábulas são poderosas ferramentas que têm o poder de fazer com que a gente pense por ângulos diferentes sobre situações do nosso cotidiano.

Geralmente são narrativas pequenas mas com grande valor implicado.

 

A Ratoeira e o Rato

Certa vez, um rato estava olhando pelo buraco da parede da casa de uma fazenda que ele vivia, quando de repente vê o fazendeiro e sua esposa abrindo um pacote.

O rato ficou logo interessado, pensando no tipo de comida que deveria ter ali. No entanto, ficou apavorado quando viu que era uma ratoeira!!!

O rato ficou tão aterrorizado que saiu pela fazenda avisando a todos:

“- Tem uma ratoeira na casa, uma ratoeira na casa, uma ratoeira!”

A galinha que estava ciscando e cacarejando, levantou a cabeça bem desinteressada e disse:

“- Me perdoe Sr. Rato, eu sei que uma ratoeira deve representar um grande problema para o senhor, mas para mim, não muda nada, não me prejudica em nada e por isso não me incomoda.”

O rato foi então até o porco e contou para ele:

“- Tem uma ratoeira na casa Sr Porco! Uma ratoeira!!

O Porco em tom complacente respondeu:

“- Me perdoe Sr Rato, eu entendo sua angústia mas não existe nada que eu consiga fazer a não ser rezar por você! Prometo que você será sempre lembrado em minhas orações.”

O rato já quase sem esperanças, foi até a vaca e contou-lhe sobre a ratoeira. A vaca ouviu tudo o que o Rato tinha para dizer e respondeu:

“- Eu ouvi direito Sr. Rato? Uma ratoeira? Todo esse alarde por causa de uma simples ratoeira? Por acaso estou em perigo?? Acredito que não!

Desanimado e abatido, o rato voltou então para a casa da fazenda a fim de enfrentar sozinho a ratoeira do fazendeiro.

Naquela noite, a ratoeira fez um barulho como faz quando pega sua vítima. A esposa do fazendeiro acordou com o barulho e correu para averiguar o que a ratoeira havia pego. Como estava muito escuro, a esposa do fazendeiro não percebeu que a ratoeira pegou a cauda de uma cobra muito venenosa e ao se aproximar mais, a cobra picou a esposa do fazendeiro.

O fazendeiro ficou desesperado e levou imediatamente sua esposa ao hospital.

A esposa do fazendeiro voltou do hospital com muita febre e para alimentá-la e deixá-la mais forte, resolveram fazer uma canja. O fazendeiro então afiou o seu cutelo e foi atrás do ingrediente principal da canja: A galinha.

O tempo foi passando e a esposa do fazendeiro continuava doente e para alimentar os amigos que vinham visitá-la o fazendeiro sacrificou o porco.

A esposa do fazendeiro não resistiu ao veneno da cobra e acabou falecendo. Muitas pessoas vieram para o funeral e para alimentar todas aquelas pessoas, o fazendeiro precisou matar também a vaca.

Moral da história:

Quando vivemos em sociedade, o problema de um é o problema de todos.

Na próxima vez que você souber que alguém está com um problema e achar que o problema não lhe diz respeito, lembre-se dessa fábula e pense que, quando há uma ratoeira na casa, toda a fazenda está em perigo.

Quando ouvir sobre um problema, seja seu ou de outras pessoas, pense duas vezes antes de acreditar que o problema não te afeta ou não tem nada a ver com você. No mundo, tudo está conectado, e o individual tem repercussões sociais globais.

 

A fábula descrita acima, “A Ratoeira e o Rato”, nos desperta para questões da convivência, da empatia, do viver em sociedade, do se importar com o próximo e os problemas do próximo, questões de solidariedade e de como podemos fazer a diferença quando nos importamos. Nos faz refletir sobre nossas omissões e as consequências disso para todos a nossa volta. Tudo isso, pode ser trabalhado com as crianças de maneira lúdica e muito instrutiva.

Comentários

Login ou registre-se para postar comentários
X